A iniciativa AMP METROLAB visa promover a competitividade, a inovação e a internacionalização da estrutura económica metropolitana, e é constituída três pilares fundamentais: Qualificação, Internacionalização e Promoção do Espírito Empresarial. Estes três pilares manifestam-se através de 3 projetos financiados pelos Sistemas de Apoio às Ações Coletivas (SIAC) do NORTE 2020:

 

 

  • AMP URBINOV resulta da necessidade de organizar e dinamizar o ecossistema de inovação da Área Metropolitana do Porto. Com este projeto pretendemos também sensibilizar a base institucional metropolitana para a inovação aberta e a economia circular. O projeto visa integrar e articular a ação coletiva à escala metropolitana, aumentando a sua eficiência e eficácia, assim como gerar bens coletivos que respondam a falhas e desafios de natureza coletiva na prossecução dos desafios da especialização inteligente. Neste sentido, o projeto propõe-se em primeiro lugar, identificar as principais organizações com competências relevadas nos processos de inovação em rede e as relações interorganizacionais que se estabelecem e as escalas territoriais envolvidas. Analisar as geometrias e graus de especialização e variedade relacional presentes, atendendo à base de conhecimento (tecnológico) e aos setores de aplicação a que se dirigem; por fim, refletir as múltiplas escalas territoriais. O URBINOV é um projeto em parceria com a LIPOR.

 

  • AMP START & SCALE e tem como objetivo a promoção do espírito empresarial na Área Metropolitana do Porto, através da articulação e dinamização das condições de apoio ao empreendedorismo qualificado e criativo, visando a facilitação e qualificação do processo de criação e desenvolvimento de empresas assentes na estratégia regional de especialização inteligente. O projeto será desenvolvido em copromoção pela Área Metropolitana do Porto e pela Associação Porto Digital. O projeto surge da necessidade de organizar e dinamizar o ecossistema de apoio ao empreendedorismo qualificado e criativo na Área Metropolitana do Porto, de forma a que seja mais fácil alimentar o pipeline de geração de novas iniciativas empreendedoras no território (Start Up), e que simultaneamente seja possível acelerar o crescimento das startups já em atividade, com potencial e oportunidades para alavancar os seus negócios à escala global (Scale Up). Ou seja, o projeto visa integrar e articular a ação coletiva.

 

  • AMP ATTRACTION visa contribuir para a melhoria da visibilidade internacional do ecossistema de apoio ao empreendedorismo da AMP tendo como objetivo intervir ao nível das variáveis suscetíveis de contribuir para o reforço da atratividade e captação de novas iniciativas empresariais estrangeiras. Visa, ainda, contribuir para o aprofundamento da vocação do Europarque enquanto infraestrutura de suporte à internacionalização da AMP e da Região Norte. O ATTRACTION é realizado em parceria com a Associação de Municípios das Terras de Santa Maria.

  

 

Atividades METROLAB

 

No âmbito do projeto AMP URBINOV a AMP vai realizar 6 workshops destinados à promoção da inovação aberta, através de “Data Match Making” entre fornecedores de dados (públicos e privados) e os ecosistemas locais de utilizadores, programadores, designers, start ups que operem com open data e comunidades científicas e académicas.

13 de Abril - URBINOV AMP - Apresentação do estudo “Estado-da-Arte em Iniciativas de dados abertos e compras públicas Pré-Competitivas em Cidades e Áreas Metropolitanas”

3 de maio - URBINOV AMP - identificação e priorização de domínios transversais para a abertura de dados

17 de maio - URBINOV AMP- Data Match Making I

04 de junhoURBINOV AMP- Data Match Making II

14 de junhoURBINOV AMP- Data Match Making III

25 de junho –  URBINOV AMP- Data Match Making IV

 

Como output dos workshops realizados a AMP irá promover um Concurso no dia 07 de julho, no Convento Corpus Christi em Vila Nova de Gaia, no qual serão atribuídos 2 categorias de prémios: Hackaton e Prototipagem.

Estas ações visam dinamizar novos ecossistemas inovadores e mobilizar práticas de inovação aberta e cocriação em torno de desafios concretos associados à mobilidade, ambiente, energia, turismo, entre outros, nos municípios da Área Metropolitana do Porto. 

Os workshops e hackaton combinam a experimentação de novas práticas de abertura de dados dos municípios (e de outras organizações) – “open data” – com um leque de incentivos de apoio à cocriação de soluções inovadoras e de desenvolvimento de novos negócios na região.

Associado aos desígnios anteriores, estas iniciativas visam criar condições para testar novos modelos de práticas públicas que permitam o desenvolvimento prévio de protótipos e soluções mais adaptadas às necessidades dos municípios através do envolvimento de ecossistemas de PMEs, novos empreendedores e outros atores do sistema científico e tecnológico.

 

Concurso METROLAB AMP

 

 





Caracterização da AMP


A AMP e o seu Território

O Porto, cidade com as suas referências inscritas na história, afirma-se hoje como cidade-pólo, embrionária da grande região que é hoje a Área Metropolitana do Porto (AMP). Localizada no Litoral Norte de Portugal, a AMP abraça uma zona geográfica composta, actualmente, por 17 municípios contíguos, numa área aproximada de 2.040 Km2 com uma população residente a rondar 1.700.000 habitantes. Todos estes concelhos assumem as suas particularidades mas convergem numa complementaridade pela diversidade, na qual a AMP é, sem dúvida, um portador e promotor dessa coesão.


A AMP e os seus Municípios

Os 17 concelhos que compõem a Área Metropolitana do Porto apresentam características únicas e identitárias que conferem ao território metropolitano a sua diversidade cultural. Essa identidade/diversidade está refletida na multiplicidade de ofertas de programas gastronómicos, desportivos, de natureza e culturais, que oferecem aos visitantes e aos conterrâneos vivências e experiências únicas.


A AMP em Números

A Área Metropolitana do Porto disponibiliza informação estatística que dá a conhecer as principais características da população, da habitação, da educação, do ambiente, da saúde e da dinâmica económica do seu extenso território.


PÓVOA DEVARZIM VILA DOCONDE TROFA MAIA VALONGO GONDOMAR PAREDES MATOSINHOS PORTO VILA NOVADE GAIA ESPINHO SANTA MARIADA FEIRA SÃO JOÃODA MADEIRA OLIVEIRADEAZEMÉIS VALE DECAMBRA AROUCA SANTOTIRSO